Voltar a página inicial Gran Via em Espanhol
Gran Via em Espanhol Gran Via em Inglês
 
 
ITALIA

MILÃO

Plantada no extremo norte do país, quase escapando do mapa em forma de bota, Milão está tão distante de Roma quanto de Munique, na Alemanha. Ou tão perto de Lyon, na França, quanto de Florença. E não faz o menor esforço para desmentir o título de "cidade menos italiana da Itália". Pelo contrário, gosta de ser vista como um reduto europeizado, mais moderno e globalizado que o resto do país. A esnobe Milão assume sua riqueza, torce o nariz para os imigrantes e, às vezes, dá até a impressão de esconder seus tesouros dos visitantes. Apesar dos pesares, algumas atrações milanesas são pomposas demais para passarem despercebidas. É o caso, por exemplo, do Duomo, a maior catedral gótica da Itália, ornamentada com nada menos que 3 000 estátuas! É uma construção tão meticulosa, que levou cinco séculos - ou exatos 511 anos para ficar pronta. Se você, por acaso, assistiu a Rocco e Seus Irmãos, genial filme de Lucchino Visconti que retrata a dura adaptação dos italianos do sul na Milão dos anos 60, vai se lembrar dessa monumental igreja. É no topo dela que Alain Delon e Annie Girardot trocam beijos apaixonados, sob o olhar condescendente da Madonnina d´Oro, a imagem de Nossa Senhora que abençoa Milão lá de cima. Majestosa, com um portal da altura de oito andares, piso de mármore e magníficos vitrais na cobertura, a galeria é outro ícone da cidade. Todos circulam à vontade entre as lojas e restaurantes da galeria, mas é fácil distinguir um grupo do outro - e não só porque os locais sejam mais formais e elegantes do que os turistas. É que eles nunca participam de um ritual para o qual os visitantes fazem fila: pisar com um dos calcanhares nos testículos de um touro pintado no chão, bem no centro da galeria, e girar o corpo numa volta completa. O efeito, dizem, é o mesmo prometido pela moedinha que se joga na Fontana di Trevi, em Roma: dá sorte, garante a volta do forasteiro à cidade etc. Na verdade, esta é a melhor prova de que o milanês, ao contrário de todas as lendas, possui senso de humor. É só observar o olhar maroto dos sisudos senhores por cima do jornal, espiando tamanha ridícula cena.

ROMA

As principais atrações:

Vaticano: Centro do poder para os católicos de todo o mundo. Não deixe de visitar a Praça São Pedro, Basílica São Pedro, Capela Sistina e Museu do Vaticano.

Estação de metrô: Ottaviano.  Horários: 07h-19h.

Basílica São Pedro: Suntuosamente decorada, sob enorme cúpula de Michelangelo. Levou mais de um século para ser construída e todos os grandes arquitetos renascentistas e barrocos romanos participaram do projeto.   Pontos altos: Domo de São Pedro e a vista do Domo.

Capela Sistina: Esta é a principal capela do Vaticano. A decoração das paredes da capela foi concluída por Michelangelo, que também acrescentou o maravilhoso afresco da parede do altar, O Juízo Final.  Pontos altos: Sala Paolina, Vista do Terraço e a escada de Alexandre VI.

Estação de metrô: Lepanto. Horários: 09:00h-18:00h.

Fontana di Trevi: A maior e a mais famosa fonte de Roma, ocupa a pequena Piazza di Trevi. A figura central é Netuno, ladeado por dois tritões.

Piazza Navona: Nenhuma outra paca de Roma compete com o esplendor desta praça. Seus luxuosos cafés funcionam como centro social da cidade – noite e dia, sempre há algo acontecendo no calçadão ao redor de suas três fontes barrocas. O estilo barroco também está representado em diversas igrejas do local.

Piazza Di Spagna: A rede de ruas estreitas entre a Piazza di Spagna e a Via del Corso é uma das mais animadas de Roma, atraindo multidões de turistas e romanos a suas lojas elegantes e discretas. Pontos altos: Scalionata di Spagna.

Estação de metrô: Spagna.

Pantheon: Na idade média, o Pantheon, o “Templo de todos os Deuses”, foi transformado em igreja. Este belo edifício com o seu imponente interior abobadado tornou-se o símbolo de Roma, seu verdadeiro tamanho e beleza podem ser admirados somente do interior. Pontos altos: interior do Domo e túmulo de Rafael. Horários: 9:00-16:30h (seg-sex) / 9:00-13:00 (sab-dom).

 Fórum Romano: O Foro Romano, em nobres ruínas, evoca os séculos em que Roma dominou o mundo. Vale a pena fazer o percurso no sentido horário. À direita vê-se o Templo de Antonino e Faustina, com o nome do imperador e de sua mulher, que adotou Marco Aurélio. A Via Sacra começa aqui e continua para a esquerda através do Foro.

Coliseu: A construção do maior anfiteatro de Roma foi solicitada pelo imperador Vespasiano em 72 d.c, é uma construção de grande beleza.

Estação de metrô: Coliseu. Horários: 9:00-19:00h (seg-ter-qui-sex-sab) / 9:00-13:00 (qua e dom).

Campo Dei Fiori: Animada área de compras e vida noturna. Restaurantes e pizzarias com bons preços mantém a área animada até bem tarde. Localizado entre a Via Dei Cappellari e a Via Dei Pellegrino.

Onde comprar:

·       La Rinascente - Via Del Corso 189;

·       Cinecittà Due Centro Commerciale - Via Tuscolana;

·       Standa - Via Cola di Rienzo 173.

·       Lojas na Via Condotti (marcas italianas)

·       Lojas na Via Nazionale (produtos mais accessíveis)

 Onde comer:

·       Er Grottino – Via dei Baullari 25-27;

·       La Taverna – Via del Banco di Santo Sppirito, 58 (Piazza Navona);

 Onde se divertir à noite:

·       Cafés, teatros e praças (que abriga muitos festivais);

·       Passear pelas ruas do Campo dei Fiori;

·       Comer nas famosas Tratorias do bairro Trastevere.

FLORENÇA 

Transportes: Ônibus trafegam até meia-noite.Táxi não se pode fazer sinal para chamar um táxi, mas se pode apanhá-los em pontos nas principais praças ou chamando do restaurante ou do hotel pelos telefones 4242, 4798 ou 4390.

Consulado Brasileiro: Não há representação diplomática.

As principais atrações:

 Duomo: Catedral, grátis. A cúpula de tijolos vermelhos do magnífico Duomo de Florença domina a linha do horizonte neste final de século XX assim como a dominou quando foi construída há cinco séculos. Quando foi terminada, em 1434, era a maior cúpula sem sustentação do mundo.  Em estilo renascentista, é um grande feito arquitetônico e foi o ponto alto da ilustre carreira do arquiteto Filippo Bruneleschi; levou 14 anos para ser construída. Endereço: Piazza Del Duomo. Horários: 9:00h-18:00h (seg a sex), 8:30h-17:00h (sab) e 13:00h-17:00h (dom).

Battistero di San Giovanni: Na frente do Duomo encontra-se o Batistério octogonal, dedicado ao santo patrono da cidade, São João Batista. O destaque deste batistério romântico, construído nos séculos XI e XII, e portanto uma das construções mais antigas de Florença, são as portas de bronze de Lorenzo Ghiberti, conhecidas como “Porta del Paradiso”, no lado de frente para o Duomo (leste). Endereço: Piazza del Duomo. Horários: 13:00h-18:30h (seg a sab) e das 8:30-13:30h (dom).

Campanile di Giotto: Giotto passou seus três últimos anos projetando o campanile (torre do sino) gótico do Duomo, por isso muitas vezes é chamado simplesmente de Torre de Giotto. Tem as mesmas cores da catedral e é 6 metros mais baixo do que a cúpula. Endereço: Piazza del Duomo. Horários: 09:00h-17:00h (dom a dom).

Galleria degli Uffizi: É um dos museus mais importantes do mundo e deveria ser a primeira parada para qualquer pessoa interessada na herança do Renascimento. Seis séculos de desenvolvimento artístico estão abrigados neste impressionante palazzo renascentista, comissionado pelo Duque Cosimo de’ Medici em 1560 e iniciado por Giorgio Vasari para abrigar os escritórios administrativos do Ducado de Toscana. Para muitos, as salas de Botticelli são o indiscutível destaque de um museu com arte extraordinária em cada canto. As obras mais impressionantes são a restaurada Primavera, cujas três graças formam o foco  principal, e Nascita di Venere. Adorazione dei Magi, de Botticelli, também é interessante pelos retratos dos patrocinadores Medici incorporados ao cenário, assim como um auto-retrato do artista na extremidade direita. Endereço: Piazzale degli Uffizi 6. Horários: 08:30h-18:50h (ter a sab) e das 8:30h-13:50 (dom).

Palazzi: Na Itália, todas as estradas levam a Roma, mas em Florença todas as estradas levam à elegante Piazza della Signoria - o centro cultural, político e social da cidade desde o século XIV. A praça é dominada por uma imponente fortaleza, o Palazzo Vecchio, do século XIII. Funcionou como prefeitura da cidade durante muitos anos. Endereço: Piazza della Signoria. Horários: 9:00h-19:00h (seg a sab, exceto qui) e das 8:00h-13:00h (dom). 

Basilica di San Lorenzo e Cappelle Medicee: A Basilica di San Lorenzo era a igreja paroquial dos Medici e a sepultura da maioria do clã. O maior destaque é a Biblioteca Laurenziana, uma fantástica obra de arquitetura de Michelangelo com uma das maiores e mais preciosas coleções de manuscritos do mundo. Uma elaborada escala de pedra de Michelangelo vai do claustro até ela. Endereço: Piazza Madonna. Horários: 9:00-13:00h (dom-dom).

Onde comprar:

·         Via Tornabuoni e Via della Vigna Nuova

·         Via Roma e Via Por Santa Maria

·         Via del Corso

Onde comer:

·         Tratoria Lê Mossacce – Via del Proconsolo, 55 (a uma quadra ao sul do Duomo)

 

 

Diminuir a fonte Aumentar a Fonte Voltar a página inicial Subir
 
 
 
Central de atendimento: (71)3358-8386 cel (71)9917.2548
Rua Rubens Guelli no. 134, Sala 405 - Itaigara
Copyright © Gran Via Intercâmbio e Turismo